Carregando

Noticias

“Quando se fala de Dia dos Pais, eu sempre me lembrarei do meu pai tanto por estar presente para cuidar de mim quanto pelo tempo que ele me deixou sozinha para cultivar meus próprios interesses e para cuidar do meu próprio espírito.” -- Jennifer Grant, atriz e filha do famoso ator de Hollywood, Cary Grant.

    Os impactos positivos e negativos dos pais na vida de seus filhos e filhas são uma observação diária para os educadores e educadoras do Projeto Sombra e Água Fresca. Seres humanos são seres sociais e por isso o comportamento que as crianças desenvolvem, os objetivos que buscam e a maneira como se enxergam são grandemente influenciadas pelas atitudes que elas veem e imitam das pessoas que estão próximas delas. Quando o pai de uma criança está envolvido em sua vida de uma maneira afetiva e encorajadora, o desenvolvimento intelectual, linguístico e social de seu filho ou filha é potencializado. A relação que um pai tem com seus filhos e filhas afeta seu senso interno de satisfação, autoestima e autenticidade.

    Pessoas como Pelé atribuem muito do seu sucesso profissional ao incentivo de seus pais: “Meu pai costumava falar, ‘Deus te deu o dom de jogar futebol... se você cuidar da sua saúde, se você estiver em boa forma sempre, ninguém conseguirá parar você.’”

    A famosa atriz e comediante britânica Dawn French disse, “Foi meu pai que me ensinou a dar valor a mim mesma. Ele me dizia que eu tinha uma beleza fora do comum e que eu era a coisa mais preciosa da sua vida.” O incentivo e encorajamento dos filhos e filhas são frequentemente um fator chave na habilidade de uma criança de superar obstáculos.

    Fora do âmbito do sucesso profissional, psicólogos/as e psicanalistas nos falam sobre a importância do papel de um pai. Freud disse em uma ocasião: “Eu não consigo pensar em uma necessidade tão forte na vida de uma criança quanto a necessidade de ser protegido pelo pai”. Além disso, meninos frequentemente imitam a imagem da masculinidade de seus pais, e meninas muitas vezes buscam por maridos que reflitam características positivas ou negativas que elas viam em seus pais.

    Esse importante impacto do pai em seus filhos e filhas é a razão que a paternidade é celebrada a tanto tempo na sociedade humana. Os primeiros registros de celebrações do papel do pai em uma família datam do período babilônico, à mais de quatro mil anos. Durante a Idade Média, a paternidade foi celebrada pelo papel de São José no desenvolvimento de Jesus.

    A celebração do pai em um dia específico, no entanto, começou no início do século passado. A primeira celebração registrada do Dia dos Pais ocorreu em 1908 na Igreja Metodista Central em Fairmont, no estado americano de West Virginia, após o maior acidente de mineração na história dos Estados Unidos. Esse acidente matou 363 mineradores de carvão, e 250 deles eram pais de um total de mais de mil crianças.

    O movimento para o estabelecimento oficial do Dia dos Pais, começou em 1910, quando Sonora Smart Dodd escutou um sermão sobre o Dia das Mães. Se lembrando do papel excepcional de seu pai em criar sozinho suas seis crianças após perder a sua esposa no último parto, Sonora quis homenagear os homens que faziam esforços extraordinários para cuidar e dar bons exemplos aos seus filhos e filhas. Essa ideia se transformou em um movimento. Logo, o Dia dos Pais se tornou um dia de reconhecimento nacional nos Estados Unidos e gradualmente dezenas de outros países estabeleceram suas próprias datas para celebrar a figura do pai em seus calendários.

    “No Brasil, o dia dos pais só foi comemorado pela primeira vez em 1953, no dia 16 de agosto. Ao contrário do que ocorreu nos EUA, essa data não foi pensada como forma de homenagem local e simples, que se alastrou depois... Na verdade, ela foi pensada por um publicitário chamado Sylvio Bhering... O objetivo de Bhering era tanto social quanto comercial. A tentativa inicial foi associar a data ao dia de São Joaquim, pai de Maria, mãe de Jesus Cristo, que é comemorado em 16 de agosto, no calendário litúrgico da Igreja Católica, já que a população brasileira era predominantemente constituída de católicos. No entanto, nos anos seguintes, a data também foi deslocada para um domingo, o segundo domingo do mês de agosto – e assim permanece até hoje ¹ ”.

    O Sombra e Água Fresca também celebra e honra o papel que o pai tem na vida de seus filhos e filhas. O Dia dos Pais é um momento de reconhecer e inspirar todos os pais a dar o melhor de si para seus filhos e filhas. Criar uma família consome uma enorme quantidade de tempo e energia emocional mesmo quando uma boa mãe está presente; portanto, é impossível superestimar o valor de um bom pai.


SUGESTÃO DE ATIVIDADE PARA O DIA DOS PAIS
( A ser realizada antes do dia da celebração)

  1. Conversar com as crianças sobre seus pais:
    Seu pai mora junto com sua família? Se não, com que frequência vocês se vêem?
    Vocês são amigos? (deixar que elas se expressem com liberdade. Não se “escandalizar” com qualquer resposta. É nesse momento que realidades sofridas vêm à tona).

  2. Providencie com antecedência pequenos pedaços de papel, lápis e borracha para que cada criança escreva sobre o seguinte tem: “O que eu gostaria que meu pai soubesse mas não tenho coragem de dizer a ele”. Explique que eles podem dizer qualquer coisas, positiva ou negativa, e que esses papéis não serão entregues aos pais. Peça que ponha o nome e a idade que somente você verá. Que vai guardar com carinho estes bilhetinhos.

  3. Recolha os papéis.

  4. Escolha um bom exemplo bíblico sobre um pai amoroso e reflita com eles e elas. Sugestão A parábola do filho pródigo Lc 15.11-32 Ou use o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=EQ6LJFvyOdo

  5. Digite os recadinhos das crianças. Reúna os que tenham a mesma mensagem e refaça em um só texto. Digite com fonte grande e sem a assinatura ou qualquer identificação da criança. Se a criança tiver citado nome de algum familiar, suprima. Não mencione.

  6. Prepare um painel com papel craft. Faça uma bela moldura. Cole o título com letras bem grandes: “O que eu gostaria que meu pai soubesse mas não tenho coragem de dizer a ele”. 
    Cole as tiras de papel digitadas e exponha num mural no dia da Celebração.

  7. Neste dia, explique que fez com antecedência esta atividade com as crianças. Que elas não serão identificadas( certifique que as crianças presentes tenham certeza disso. Explique que não tem como identificá-las porque as mensagens não estão com a letrinha delas. E nem tem o nome delas),  e que gostaria que todos os adultos da festa, especialmente os pais, lessem as mensagens no mural em silêncio e pensassem a respeito. Talvez isso deva ser feito antes da mensagem.

  8. Pela nossa experiência, esta data é bem sofrida para as crianças dos Projetos que quase sempre não contam com modelos saudáveis de “Pai”. Talvez tenham seu pai preso ou desconhecido. Ou sejam criadas sem pai, etc...É necessário muita compaixão e delicadeza na celebração desta data.  Traga uma reflexão bíblica sobre o papel do pai na vida das crianças e como Deus é exemplo de pai de amor e compaixão. Que através da Bíblia os pais podem se orientar a serem melhores pais. Que Deus abençoe a todos e todas!

 

    Segue também uma sugestão de liturgia para auxiliar na celebração do Dia dos Pais nos projetos locais e/ou nas igreja. O material foi preparado pelo Departamento Nacional de Escola Dominical - http://www.metodista.org.br/liturgia-para-o-dia-dos-pais-501.

¹ FERNANDES, Cláudio. “História do Dia dos Pais”. Brasil Escola. Disponível em: . Acessado em 10 de agosto de 2018.

Compartilhar: